Serraglio diz que manterá orçamento da Lava Jato e diretor-geral da PF

Novo ministro também disse que é preciso evitar interferência na operação.
Ele foi anunciado no Ministério da Justiça por Temer nesta quinta-feira (23).

O novo ministro da Justiça, Osmar Serraglio, disse nesta quinta-feira (23) que vai garantir a continuidade dos recursos financeiros destinados à Operação Lava Jato para que as investigações continuem. Ele foi anunciado para assumir a pasta no fim desta tarde, pelo Palácio do Planalto.

“No que depender de nós para que a Operação Lava Jato tenha o êxito que a população espera, pode contar, que nós tomaremos as providências necessárias”, afirmou o novo ministro.

Ele também afirmou que pretende manter o diretor-geral da Polícia Federal (PF), Leandro Daiello Coimbra, no cargo. “A menos que ele pretenda deixar o cargo. De minha parte, nenhuma restrição e só elogios”, pontuou Serraglio.

O ministro disse que, para proteger a Lava Jato, é preciso evitar influência externa, “não criando dificuldades, não imaginando que se possa interferir e, acima de tudo, colaborando para que ela tenha o instrumental necessário para obter o êxito que nós esperamos”.

Serraglio defendeu a prática da delação premiada. “Tem mostrado resultados, é uma prática internacional, não vejo por que criar dificuldades”, afirmou.

Fonte: G1