Maracaju terá presença de mulheres em 3 chapas majoritárias

Da redação
Pela primeira vez em sua história de quase um século, as mulheres estarão representadas em três chapas majoritárias que concorrerão ao pleito eleitoral que acontecerá no próximo dia 15 de novembro. Na eleição que deveria ocorrer em outubro, mas foi adiada devido à pandemia, os eleitores escolherão o prefeito, vice-prefeito e os 13 integrantes da próxima Legislatura da Câmara Municipal.
Historicamente, a participação da mulher de Maracaju nas chapas majoritárias apresentadas paras as eleições tem sido bastante pequena, tanto que em apenas duas ocasiões os eleitores maracajuenses tiveram a oportunidade de eleger uma mulher como vice-prefeita.
A primeira foi em 2000, quando o atual governador Reinaldo Azambuja (PSDB) foi reeleito prefeito. Ele teve como vice-prefeita a professora Silvana Terezinha Carra Dias (então candidata do PMDB). Já em 2012 o atual prefeito Maurílio Azambuja (MDB), quando eleito para seu segundo mandato, teve como vice-prefeita a atual vereadora Eliane Simões (hoje no PSB, mas eleita vice-prefeita pelo MDB). Eliane tenta retornar ao cargo concorrendo na chapa do Avante que tem como candidato a prefeito o ex-vereador Professor Jeamilton.
Além de Eliane, buscam ocupar o cargo de vice-prefeita a médica Lidiane Chiesa Munaretto, que integra a chapa do MDB que tem como candidato a prefeito o ex-secretário municipal de Finanças, Lenilso Carvalho, e a advogada Teliane Alves Bisogin, indicada como candidata a vice-prefeita na chapa do PRB (Republicanos) que tem como candidato a prefeito o ex-vereador Thiago Olegário Caminha.
As outras chapas que disputam o pleito municipal são formadas por dois homens: Marcos Calderan e Mauro Christianini, o Maurão da Boa Vista, pela coligação PSDB/DEM; Reginaldo Fotógrafo e Viko Motos, pelo DC, e Amaury Mazzucatto e Dê Pezuratto pelo PSC.
O município nunca teve uma mulher no exercício da titularidade da Prefeitura Municipal.
CÂMARA MUNICIPAL – Quando se faz uma análise histórica da participação da mulher na política maracajuense, mesmo na Câmara Municipal nota-se o registro de um número ínfimo de mulheres que se elegeram para a vereança.
A primeira mulher a ocupar um cargo de vereadora no município de Maracaju foi a domadora Anna Thereza de Lima Alves que dá nome ao Museu de Tecnologia Regional do município. Esse “proeza” só aconteceria na eleição de 1996 quando município já contava com 72 anos de história.
Depois dela, algumas outras poucas senhoras da sociedade ocuparam o importante cargo no Legislativo Municipal havendo período, como a legislatura passada – 2013/2016 – em que não houve representatividade feminina na Câmara Municipal. Na atual legislatura, as mulheres são representadas pelas vereadoras Eliane Simões e Marinice Penajo.
NOTA DO EDITOR – Republicado atendendo exigência da senhora Teliane Bisogin, candidata a vice-prefeita na chapa do Republicanos que se sentiu prejudicada por uma falha da editoria do jornal que acabou publicando a foto da candidata a vice-prefeita Eliane Simões duas vezes, sendo uma delas no local onde deveria ter sido veiculada a foto da candidata do Republicanos.