Em MS, faixa etária de mortos muda: números de óbitos de idosos caem e de jovens aumentam

De acordo com os cartórios de Mato Grosso do Sul, houve a redução de até 83% na faixa etária mais alta. Óbitos de pessoas mais jovens registram crescimento de mais de 80%.

De acordo com o levantamento, dos cartórios de Mato Grosso do Sul, que compara entre a média de mortes desde o início da pandemia e os primeiros 15 dias do mês de abril de 2021, os idosos estão morrendo menos que pessoas de 20 a 59 anos, no estado.

Ao analisar os dados de mortes no estado, os cartórios apontaram que a faixa etária de óbitos mudou. Dados do Portal da Transparência do Registro Civil mostram a redução de até 83% nas mortes de idosos entre 90 e 99 anos. Óbitos de pessoas mais jovens registram crescimento de mais de 80%.

No mesmo recorte de data, os números apresentam que também houve queda, de 65%, entre aquelas pessoas de 80 a 89 anos. Segundo o levantamento dos cartórios, a mudança na faixa etária dos óbitos em Mato Grosso do Sul “teve início em fevereiro, com aumento em março, que se mantém nos primeiros dias de abril”, disseram em nota.

“Os óbitos de pessoas com idades entre 20 e 29 anos, que até o mês de março representavam, em média, 1,6% dos falecimentos por Covid, passaram a ser 1% em abril. Já a quantidade de óbitos de pessoas entre 30 e 39 anos, que representavam, em média, 3% das mortes, subiram em abril para 5,5%, crescimento de 84% no número de mortes por Covi-19”, os cartórios destrincharam os dados em nota.

Ainda conforme os cartórios, a faixa de pessoas entre 40 e 49 anos é a mais afetadas pelo aumento no número de mortes. “Até janeiro de 2021, representavam 4,6% dos óbitos causados pela doença. Em fevereiro passaram a representar 5,9%, em março 10,6% e, nos primeiros dias de abril, já representam 12,1% do total de mortos pela doença no MS”, detalharam.

“Em relação à média de óbitos desde o início da pandemia, esta faixa etária, que representava 6,4% dos óbitos, deu um salto e agora corresponde a 88% do número de mortes nos primeiros dias de abril”, os cartórios comentaram sobre as mortes de pessoas entre 40 e 49 anos.

A população com idade entre 50 e 59 anos representava, em média, 13,8% do total de mortes pelo novo coronavírus no primeiro ano da pandemia. “Em fevereiro passou a representar 13,1%, em março para 18,7% e, nos primeiros dias de abril, representa 22,5% do total de mortos por Covid-19, um aumento de 63% no número de mortes pela doença”, frisaram na nota.

Curta o  Jornal Maracaju Hoje no Facebook . Tem uma imagem, reportagem bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: [email protected] ou no Repórter Por Um Dia através do WhatsApp do Repórter Por Um  Dia JMH (67) 67984061043. 

Acesse e curta nossas páginas: 

https://www.facebook.com/radiocidade104.3 

https://www.facebook.com/maracaju.hoje 

https://www.instagram.com/radiocidade104.3/ 

https://www.instagram.com/maracaju.hoje/ 

http://cidade104fm.com.br/