Dia Mundial do Gato: Gatos e a espiritualidade

Os gatos são muito mais do que simples animais de estimação. Eles são médiuns e têm grandes lições para compartilhar conosco. A relação existente entre os gatos e a espiritualidade é antiga e o poder de cura desses bichinhos é algo impressionante.

A espiritualidade dos gatos

Eles são capazes de enxergar além dos nossos olhos e identificar qualquer medo ou impulso secreto de agressão, por isso desviam de alguns carinhos.

Porém há também a situação contrária. Logo, quando o gato te oferece a manifestação de carinho, ela é verdadeira.

Isso acontece pelo fato de que ele enxerga em você a confiança, te admira e te aceita, deixando então que você faça o carinho nele.

Além disso, os gatos têm muitas lições a nos ensinar, são elas:

  • Autoestima

Eles são animais independentes e normalmente não se importam com as atitudes de seus donos. Para o gato, o mundo gira somente em torno de si mesmo. Eles se amam e se bastam, o que é um grande ensinamento para nós.

  • Cuidados consigo mesmo

O gato se preocupa em fazer suas necessidades no lugar certo e ainda as cobre com areia, não deixando nada exposto.

Eles ainda se limpam diariamente, o que mostra o quanto se preocupam com a higiene.

Como se não bastasse, eles também se preocupam com seu bem-estar. Se você perceber, eles sempre se alongam ao acordar ou antes de sair correndo ou pulando.

Por fim, eles também priorizam o descanso, respeitam os seus limites e dormem o tempo que é necessário para que sintam bem.

  • Meditação

Os gatos não gostam de barulho. Isso acontece porque eles passam boa parte do dia meditando e ouvindo o próprio corpo.

Por esse motivo, eles sempre fogem e se preservam quando o ambiente está barulhento.

Você também já deve ter ouvido falar no poder de cura dos gatos, certo?

Segundo o livro A Mitologia dos Gatos, o bichinho tem um poder transmutador por ter muito quartzo em sua glândula pineal. Por isso, é muito útil em transmutar energia ruim em boa.

Para eles, é muito fácil perceber em quais partes do corpo estamos adoecidos ou quais partes da casa precisam ser limpas. Por isso, eles ficam deitados por um tempo em determinados lugares, para fazer a cura.

O livro ainda fala sobre um artigo publicado na revista Scientific American que afirma o poder de cura do ronronar dos gatos.

Eles dizem que a frequência do ronronar dos gatos fica entre 25 e 150 hertz. Por isso, ao ronronar, eles realizam a autocura, porque isso estimula os músculos e ossos, o que gasta pouca energia e ainda promove a cura de suas células.

Por fim, os gatos também já foram representados como deuses e no Antigo Egito eram considerados animais sagrados.

Eles representavam a Deusa Bastet, símbolo de luz, energia e calor.

Poucos são os que sabem do poder que seus gatinhos têm. Mas acredite: eles possuem uma espiritualidade muito desenvolvida!

CURIOSIDADE sobre “o dia do gato”:

Na América, o dia escolhido é 20 de fevereiro, porque é data onde é relembrada a partida de Socks, o mascote do ex-presidente dos Estados Unidos Bill Clinton. Ele era um gato bicolor que ganhou a admiração das pessoas, pois fazia muitas travessuras na casa branca e até já apareceu sentado à mesa oval durante os eventos da imprensa.

Na Europa, é comemorado em 17 de fevereiro, graças à jornalista Claudia Angeletti, que votou nos leitores da revista “Tuttogatto” para defini-la.

Em nível internacional, é comemorado em 8 de agosto, graças às iniciativas tomadas por uma organização animal sem fins lucrativos (IFAW) que posicionou a importância e o papel desse animal de estimação em todo o mundo.