Comissão se reúne para falar sobre retorno às aulas presenciais

Da redação
Foram iniciados na manhã desta quinta-feira (13/8), os trabalhos da Comissão Estadual Provisória de Volta às Aulas, criada no último dia 6 de agosto após publicação no Diário Oficial do Estado (DOE). A primeira reunião, realizada de forma virtual, contou com apresentações dos representantes que fazem parte do grupo e que, nas próximas semanas, participarão de encontros periódicos para discutir e definir estratégias e diretrizes para um retorno seguro às aulas presenciais.
A ação foi destacada pela secretária de Estado de Educação, Cecilia Motta, que contextualizou o momento na fala de abertura. “Nunca vivemos algo como estamos vivendo agora. O momento difícil, porém, permite que possamos aprender e é isso que estamos fazendo. Agora, temos a oportunidade de dar início à uma ação ímpar para o Estado de Mato Grosso do Sul. O nosso governador, Reinaldo Azambuja, achou importante criar esse espaço de diálogo com a participação de todas essas entidades que trabalham as questões relacionadas às políticas públicas no nosso Estado e tornamos isso uma realidade”, disse a titular da SED.
Reflexo do trabalho com o Regime de Colaboração em MS, a Comissão é composta por 19 membros titulares, e conta com a participação de representantes de diversos setores que, nas próximas semanas, unirão forças para realizar um planejamento detalhado, sempre observando as orientações passadas pelas autoridades de saúde.
Alessandra Gotti, falou sobre a importância de planejar o retorno às atividades presenciais
Para auxiliar na construção do planejamento, o Estado conta com o auxílio do Instituto Articule, responsável pelo mesmo trabalho em outros estados, como Rondônia e Goiás, para ajudar a planejar o momento de volta às aulas. “O objetivo central dessa comissão é discutir e definir as estratégias e diretrizes para um retorno seguro às aulas presenciais, quando isso for possível, quando houver a segurança sanitária para isso. (…) O foco do nosso trabalho está na união de esforços, segurança jurídica e eficiência para as ações voltadas à retomada das aulas em MS”, destacou a fundadora e presidente-executiva do Instituto Articule, Alessandra Gotti.
Composição
Até o momento, a comissão conta com membros da Secretaria de Estado de Educação (SED), Secretaria de Estado de Saúde (SES), Procon/MS, Conselho Estadual de Educação (CEE), Governo do Estado, Undime/MS, Uncme/MS, Crie/MS, Sinepe, Sintrae, Fetems, Associação das Instituições Particulares de Ensino de Campo Grande, MPMS, Defensoria Pública do Estado de Mato Grosso do Sul, PGE/MS, Assembleia Legislativa de MS, TCE/MS, Assomasul e Consep/MS.
A relação detalhada pode ser acessada na publicação oficial, nas páginas 5 e 6 da edição n. 10.245 do DOE.
Instituto Articule
Organização sem fins lucrativos, o Instituto trabalha na promoção do diálogo e da articulação entre poder público e sociedade, com o objetivo de contribuir para reduzir desigualdades sociais e induzir políticas públicas mais eficientes, em um ambiente de maior segurança jurídica.