MS: 43 anos de trabalho, lutas, desafios e agronegócio

Foto: Edemir Rodrigues/Portal do MS
Luiz Guilherme – Maracaju Hoje
Mato Grosso do Sul completa, neste domingo (11), 43 anos de criação. É um dia para comemorar o jovem Estado que sempre mostrou que tinha vocação para ser independente, o que se comprovou ao longo dessas mais de quatro décadas.
Segundo o censo 2020 do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), MS tem uma população estimada em 2.809.394 habitantes, um crescimento de 30 mil pessoas comparado com os dados divulgados em 2019. Conforme o Instituto, o crescimento populacional foi acima da média nacional.
Em 2020, dez cidades mais populosas passaram a concentrar 61,4% da população: Campo Grande, Dourados, Três Lagoas, Corumbá, Ponta Porã, Sidrolândia, Naviraí, Nova Andradina, Aquidauana e Maracaju.
Além do crescimento populacional, a economia não fica para trás e supera os desafios impostos pela pandemia da Covid-19. O agronegócio domina o Estado e tem ‘segurado as pontas’ para manter o desenvolvimento diante da crise sanitária que se instalou em todo o Mundo.
Em 2019, Mato Grosso do Sul obteve recorde na produção agrícola e alcançou R$ 19,2 bilhões. No comparativo com o ano anterior (2018), o aumento foi de 0,79%.
O milho totalizou produção de 9,9 milhões de toneladas ano passado, e crescimento de 34% frente à safra anterior. Já agora em 2020, a soja alcançou uma colheita de 11,328 milhões de toneladas, com média de 55,7 sacas por hectare.
Merecem destaque o cultivo desta cultura as cidades de Maracaju e Sidrolândia.
Emprego
Dados do Caged (Cadastro Geral de Empregado e Desempregados) revelam que de janeiro a agosto, Mato Grosso do Sul criou 4.458 novos postos de trabalho, ou seja, admitiu mais (136.070), do que demitiu (131.612).
E a agropecuária foi responsável por este movimento no mercado de trabalho, isso porque o setor contratou nos primeiros oito meses do ano, 10.057 trabalhadores. Em seguida, aparece serviços com 49.743 admissões, o comércio teve 36.320 contratações, a indústria 25.855 pessoas admitidas e o setor da construção, 12.095 .
MS em chamas
Até o momento, 1,165 milhões de hectares do Pantanal sul-mato-grossense, infelizmente, já foram queimados entre janeiro e setembro. Os outros 1,742 milhões de hectares são referente ao bioma localizado no Mato Grosso.
Covid-19
É um dia de festa, sem dúvidas, mas também de mencionar a pandemia que no Estado matou, desde o primeiro óbito em abril, e segundo o último boletim divulgado ontem (10), 1.425 sul-mato-grossenses. Contaminados pelo Novo Coronavírus são 74.567, enquanto os recuperados contabilizam 68.629.
Território sul-mato-grossense
Mato Grosso do Sul faz fronteia com dois países: Bolívia e Paraguai. São 357.145,534 km de área territorial, de acordo com o IBGE.
Foi em abril de 1997 que passaram a pensar no desmembramento de Mato Grosso, naquela época, o Brasil era vivia o regime militar comandado por Ernesto Geisel. Concretamente, a divisão aconteceu em janeiro de 1979 com a instalação.